Sa√ļde Hol√≠stica Acupuntura

Acupuntura: Origem e ações dessa técnica milenar

Por Texto de Luciana Brandão - E.T. Eventos - Julho 2019

26/04/2021 às 21:56:01 - Atualizado h√°
Foto ilustrativa


A acupuntura surgiu na China h√° mais de 5.000 anos, embora pr√°ticas semelhantes tenham sido encontradas em outros povos antigos como eg√≠pcios, sumerianos, persas, nas civiliza√ß√Ķes maia e asteca, nas popula√ß√Ķes africanas e na medicina popular dos diferentes povos da Europa. A partir do século XVII a acupuntura e a moxabust√£o passaram a ser praticadas em pa√≠ses vizinhos, como Jap√£o, Coréia, Tibete e Indochina. Também nessa época a acupuntura passa a ser conhecida na Europa introduzida por jesu√≠tas e viajantes que vinham do Extremo Oriente. No in√≠cio do século XX a Fran√ßa tornou-se grande escola de acupuntura. Nos Estados Unidos, a pr√°tica da acupuntura iniciou-se após a década de 70.


A acupuntura (do latim acus - agulha e punctura-pun√ß√£o ou coloca√ß√£o) é o meio terap√™utico pelo qual, mediante a inser√ß√£o de agulhas em determinados pontos do corpo, s√£o feitos a introdu√ß√£o, a mobiliza√ß√£o, a circula√ß√£o e o desbloqueio da energia, além da retirada das energias perversas, levando a uma harmoniza√ß√£o energética do indiv√≠duo a fim de restaurar e manter a sa√ļde. Baseia-se na Medicina Tradicional Chinesa.

A moxabust√£o ou moxaterapia consiste em aquecer os pontos de acupuntura pela queima de ervas medicinais. Baseia-se também na Medicina Tradicional Chinesa.

A Medicina Tradicional Chinesa é uma combina√ß√£o da pr√°tica de acupuntura, da moxabust√£o e da farmacologia natural. Constitui um vasto campo de conhecimento, de origem e de concep√ß√£o filosófica, baseia-se na observa√ß√£o dos fenômenos da Natureza e no estudo e compreens√£o dos princ√≠pios que regem a harmonia nela existente. Na concep√ß√£o chinesa, o Universo e o Ser Humano est√£o sob as mesmas influ√™ncias, sendo este, parte integrante do Universo como um todo. Desse modo, observando-se os fenômenos que ocorrem na Natureza, pode-se por analogia estend√™-los à fisiologia do corpo humano, pois nele se reproduzem os mesmos fenômenos naturais.

O conceito filosófico chin√™s sobre o Universo apoia-se em tr√™s pilares: a teoria do Yin/Yang, teoria dos cinco movimentos e a teoria dos Zang/Fu (Órg√£os e V√≠sceras).

Ao se observar a Natureza verificou-se que tudo que nela existe é composto por duas caracter√≠sticas espec√≠ficas e essenciais que se complementam e mant√™m entre si um equil√≠brio din√Ęmico. A essas duas caracter√≠sticas os antigos chinesas chamaram de Yin e Yang. S√£o opostos e ao mesmo tempo complementares. O Yang somente pode existir na presen√ßa do Yin e vice-versa. Em termos pr√°ticos e simplórios o Yang representa a energia e o Yin a matéria. O Yang o esp√≠rito e o Yin o corpo.

A teoria dos cinco movimentos baseia-se nos fenômenos naturais, como s√£o gerados, como influem e sofrem influ√™ncia uns dos outros. Como exemplo de fenômenos naturais est√£o as esta√ß√Ķes do ano (primavera, ver√£o, outono e inverno). Os cinco movimentos s√£o: movimento √°gua, madeira, fogo, terra e metal. Em condi√ß√Ķes normais relacionam-se de determinada forma e na doen√ßa passam a se inter-relacionar de outra maneira.

A teoria dos Órg√£os e V√≠sceras (Zang/ Fu) baseia-se no estudo dos Órg√£os e V√≠sceras sob tr√™s aspectos: o energético, o funcional e o org√Ęnico. Caracter√≠sticas energéticas dos Órg√£os e V√≠sceras, respondem pela integridade do corpo e da mente. Estando em harmonia energética as fun√ß√Ķes deles, Órg√£os e V√≠sceras, e as fun√ß√Ķes ps√≠quicas, ter√£o bom desempenho funcional. As altera√ß√Ķes de energia dos Órg√£os e V√≠sceras, seja para mais ou para menos, levam à consequ√™ncias inicialmente na Energia Mental, após as altera√ß√Ķes de funcionamento do organismo e, por fim, se n√£o tratadas, as altera√ß√Ķes org√Ęnicas propriamente ditas com a instala√ß√£o de doen√ßas.

A energia que temos, cuja parte principal recebemos dos nossos pais e outra parte adquirimos no ambiente, circula por meio de canais de energia, chamados atualmente de meridianos de energia. Temos meridianos principais e secund√°rios interligados compondo diversos circuitos energéticos que interligados formam uma extensa rede de energia em nosso corpo com finalidades próprias. Os meridianos de energia além de circularem e distribu√≠rem a energia, t√™m a fun√ß√£o de ligar o meio exterior aos órg√£os e v√≠sceras e vice-versa, e exteriorizam-se nos pontos de acupuntura. Os pontos de acupuntura funcionam também como vias de penetra√ß√£o das Energias Celestes (calor, frio, vento, secura e umidade) da superf√≠cie da pele para o interior (órg√£os e v√≠sceras) e claro das Energias Perversas (que s√£o as Energias Celestes em excesso com rela√ß√£o à vitalidade do corpo ou fora da esta√ß√£o).

A difus√£o da Medicina Tradicional Chinesa para o Ocidente despertou a curiosidade de pesquisadores que passaram a questionar a participa√ß√£o de estruturas org√Ęnicas nos mecanismos de a√ß√£o da acupuntura. Diversas pesquisas cient√≠ficas foram realizadas e evidenciou-se uma rela√ß√£o √≠ntima entre a acupuntura e o sistema nervoso central e periférico.

Diversos estudos compararam as estruturas microscópicas que existem nos pontos de acupuntura à parte da pele vizinha ao ponto e encontraram nos pontos de acupuntura: numerosas termina√ß√Ķes nervosas livres e encapsuladas (com receptores de press√£o, de temperatura e principalmente de dor ), rela√ß√Ķes com os nervos periféricos, nervos periféricos superficiais, maior n√ļmero de vasos arteriais e capilares sangu√≠neos, conex√Ķes neuromusculares, ponto de bifurca√ß√£o de nervos periféricos, linhas de jun√ß√£o dos ossos do cr√Ęnio e grande concentra√ß√£o de mastócitos (células de defesa do organismo).

Atualmente s√£o aceitos tr√™s mecanismos de a√ß√£o da acupuntura: energético, humoral e neural. Todos atuando de forma simult√Ęnea.

O mecanismo energético, baseado na Medicina Tradicional Chinesa, que foi anteriormente explicado e define que a estimula√ß√£o adequada dos pontos de acupuntura localizados nos meridianos leva a uma harmoniza√ß√£o energética e funcional dos Órg√£os e V√≠sceras e de todo o corpo. Est√≠mulos prolongados e intensos de pontos de acupuntura levam a uma analgesia local.

O mecanismo humoral refere-se à produ√ß√£o de subst√Ęncias, como neuro hormônios, neurotransmissores e hormônios que s√£o secretados no sangue por a√ß√£o da acupuntura. O sistema nervoso central participa indiretamente determinando a libera√ß√£o de subst√Ęncias no sangue, como os hormônios por exemplo, após um est√≠mulo periférico (termina√ß√Ķes nervosas da pele) do ponto de acupuntura. A transmiss√£o dos efeitos da acupuntura da gestante ao feto é um outro exemplo de mecanismo humoral.

O mecanismo neural decorre do est√≠mulo dos receptores nervosos da pele, originado pela inser√ß√£o de agulha. Diferentes receptores nervosos da pele s√£o estimulados e isso explica m√ļltiplos efeitos observados. Essa estimula√ß√£o nervosa periférica transmite-se ao sistema nervoso central com libera√ß√£o de diferentes neurotransmissores que podem aumentar ou diminuir impulsos nervosos a depender da intensidade do est√≠mulo, da frequ√™ncia, da profundidade, da inclina√ß√£o da agulha e do sentido do movimento giratório da agulha se hor√°rio ou anti-hor√°rio. A inser√ß√£o da agulha no ponto de acupuntura pode provocar rea√ß√Ķes sensitivas diversas, como dor, choque ou queima√ß√£o, que podem ser simult√Ęneas por decorr√™ncia do est√≠mulo de diferentes receptores nervosos locais.

Fonte: Dr. Said Nassib Timani
Comunicar erro
Jornal Excelsior

© 2021 Copyright © 1992 a 2021 - IAOL - Integração Ativa On-Line Editora Ltda.
As informações relacionadas à saúde, contidas em nossos sites, tem caráter informativo, cultural e educacional. O seu conteúdo não deverá ser utilizado para autodiagnóstico, autotratamento e automedicação. Nossos conteúdos são formados por autores independentes e assessorias de imprensa, responsáveis pela origem, qualidade e comprometimento com a verdade da informação. Consulte sempre um profissional de saúde para seus diagnósticos e tratamentos ou consulte um profissional técnico antes de comprar qualquer produto para seu consumo..

•   Política de Cookies •   Política de Privacidade    •   Contato   •

Jornal Excelsior